Câmara Municipal de Porto Alegre Câmara Municipal de Porto Alegre
Câmara Municipal de Porto Alegre
Camarapoa / Imprensa / Notícias
21/03/2016
Foto: Leonardo Contursi/CMPA
Vereador Paulo Brum (PTB)
Foto: Matheus Piccini/CMPA
Vereador Cláudio Janta (SD)

Plenário

Sessão Ordinária / Lideranças e Grande Expediente

Durante os períodos destinados às Lideranças e ao Grande Expediente, os vereadores trataram dos seguintes temas:

MUNICIPÁRIOS - Jussara Cony (PCdoB), que preside a Frente Parlamentar em Defesa dos Servidores Municipais e dos Serviços Públicos de Qualidade, falou sobre as leis aprovadas, no ano passado, que corrigem o "efeito cascata" sobre os salários dos municipários, já que a Prefeitura admitiu, na última quinta-feira (17/03), parcelar seus salários a partir de julho: "Foi algo extremamente legítimo e conquistado com luta". Divulgou o debate que acontecerá amanhã (22/03), às 19h, no Plenário Otávio Rocha, da Casa, sobre o tema. "Tem que respeitar a independência dos poderes e o papel de cada poder", disse Jussara ao final do discurso. (AZ)

DOWN - Paulo Brum (PTB) falou sobre o Dia Internacional da Síndrome de Down, comemorado hoje (21/03), e lembrou que a luta pelas pessoas com deficiência é uma de suas principais bandeiras defendidas. Explicou como se dá, biologicamente, a concepção das pessoas que têm a síndrome: "Elas possuem características diferentes e únicas, mas têm muito mais em comum com a população do que a maioria das pessoas imaginam". Disse também que a ocorrência genética da doença é a mais comum que existe, sendo uma a cada 700 nascimentos. Encerrou mencionando seu projeto de instituir o Dia Municipal da Síndrome de Down. (AZ)

APOIO - Rodrigo Maroni (PR) reiterou a importância de se construir um hospital público veterinário que funcione 24 horas ao dia. "Vi, recentemente, na Restinga, um cachorro que tinha sido atropelado há 12 horas e ninguém o havia resgatado." Declarou apoio à luta dos funcionários públicos, mencionando que seus pais também trabalharam no serviço público. (AZ)

RACISMO - Tarciso Flecha Negra (PSD) afirmou ter se sensibilizado com a fala de Rodrigo Maroni sobre os animais. Lembrou também que hoje é o Dia Internacional Contra a Discriminação Racial. Mencionou o protesto contra a Lei do Passe, que ocorreu na África do Sul no dia 21 de março de 1960, que resultou em 69 negros mortos e 186 feridos. Falou também de seu início de carreira, nos anos 70, quando jogava no Grêmio, em que o racismo era muito maior: "Era pior, mas ainda existe. Temos que destruí-lo. Nós fazemos parte dessa grande massa, assim como o índio e o branco". (AZ)

SERVIDORES - Cláudio Janta (SD) defendeu a derrubada de veto parcial do prefeito ao projeto do Executivo que estabelece normas para o processo administrativo. Ele saudou os agentes de fiscalização do Município, que marcaram presença na sessão, categoria atingida diretamente pelo veto. Na opinião de Janta, o veto é "absurdo”. Segundo ele, o governo alega que não cabia à Câmara fazer as mudanças vetadas. "Cabe a nós o quê? O que o povo critica, como colocar nome em rua? Colocar sal ou açúcar na merenda?", indagou. A seu ver, os agentes de fiscalização têm importância fundamental. De acordo com ele, se tivesse havido mais fiscalização sobre a Petrobrás, por exemplo, não seria necessária a Operação Lava-Jato. "Estaremos junto com os servidores. Lado a lado com os servidores", garantiu. (CB)

SERVIDORES II - Sofia Cavedon (PT), em Liderança de oposição, saudou os agentes de fiscalização da prefeitura que estavam no plenário e criticou a gestão da cidade pelo atual governo municipal. "Nós temos visto uma perda absoluta na cidade. A cidade está feia, está suja. Não há mais fiscalização adequada, a terceirização está acabando com a qualidade dos serviços", disse. "A Capital está ficando feia por não investir nos servidores municipais." Para Sofia, o recente decreto do prefeito, prevendo cortes de gastos, agrava a situação. (CB)

244 ANOS - Fernanda Melchionna (PSOL) defendeu a derrubada do veto parcial do prefeito ao projeto do Executivo sobre normas de processo administrativo, o que afeta os agentes de fiscalização do Município. A seu ver, ao contrário do que alega o prefeito, não haveria impacto financeiro nenhum na emenda e na subemenda vetadas. "Porto Alegre está fazendo 244 anos. A cidade é amada, mas tem sofrido, porque os interesses privados se sobrepõem aos públicos e coletivos, como a questão da tarifa de ônibus. Empresas de ônibus ficaram anos sem fiscalização", disse. Fernanda ainda criticou a terceirização de serviços essenciais, como a saúde. Por isso, a seu ver, é momento de lamentar a má gestão dos recursos públicos e a manutenção de privilégios. (CB)
 
RECONHECIMENTOS - Engenheiro Comassetto (PT) elogiou os artistas brasileiros, na figura de Chico Buarque de Holanda, que se manifestam na defesa pela democracia e parabenizou a atitude do cantor e compositor ao  proibir a utilização das suas músicas em uma peça de teatro, pelo fato de um dos atores ter incitado a plateia fazendo comentários a favor de um golpe no país. Comassetto também parabenizou o comando do Exército Nacional, que se posicionou contra a tentativa de golpe. Criticou ainda a atitude da OAB, Rede Globo e RBS em defender o golpe, “assim como fizeram em 64”. E concluiu afirmando que tanto a Globo quanto a RBS “deveriam defender o fim da corrupção e pagar suas dívidas que tem com a Nação”. (FD)

PARLAMENTO - João Carlos Nedel (PP) afirmou que a democracia está a perigo e que a crise nacional se reflete no município. Questiona o papel da Câmara para os reflexos desta crise “que se aproxima”. Criticou a retirada de quórum na sessão desta segunda-feira (21/3) quando existem 45 projetos para serem votados. Pediu maior responsabilidade com a “coisa pública” e que todos devem cumprir o papel para o qual foram eleitos, “o de vereador”. (FD)
 
LOMBA - Lourdes Sprenger (PMDB) criticou a suspensão de atendimento aos animais por parte da Secretaria Direitos dos Animais, na Lomba do Pinheiro, semana passada. Segundo ela, o motivo alegados pela Seda é a superlotação do canil. Disse que, se “a situação chegou a este ponto”, não foi por falta de verbas porque, segundo ela, a Câmara votou a liberação de dinheiro no final do ano passado. “O que falta é uma gestão com qualidade e atendimento”, protestou. Finalizou afirmando que o Hospital Veterinário “é uma promessa de campanha de 2012”. Segundo ela, quando o hospital for entregue será insuficiente para atender a demanda. Afirmou ainda que os animais continuarão sendo recolhidos por protetoras “sem que a Secretaria cumpra com o seu papel”. (FD)

DOWN I - Sofia Cavedon (PT) falou da data de conscientização sobre Síndrome de Down (21/3). Entende que cada vez mais é preciso apostar e investir na especialização de profissionais da área da saúde e da educação para lidar com estas pessoas. A educação é a que mais avançou com politicas de inclusão e encorajamento dos pais para colocar seus filhos nas escolas públicas, revelou Sofia, o que fez com que se desenvolvessem “novas habilidades” para lidar com estes alunos, concluiu. (FD)


Texto: Ananda Zambi (estagiária de Jornalismo)
          Claudete Barcellos (reg. prof. 6481)
          Flavio Damiani (reg. prof. 6180)
Edição: Carlos Scomazzon (reg. prof. 7400)





                    

Banco de imagensAcesse aqui o Banco de Imagens, com as fotos no dia
RadiowebAcesse aqui a Radioweb, com os boletins do dia

Página 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | ... || Próxima


contatos
Av. Loureiro da Silva, 255 - PoA - RS
CEP: 90013-901
 (51) 3220.4100
 E-mail











  Câmara Municipal de Porto Alegre.                                          desenvolvimento: Assessoria de Informática-CMPA e PROCEMPA